Apenas por pessoas de alma já formada

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Cidade dos anjos

Ele tinha um olhar encantador, embora triste. Lágrimas preenchiam suas retinas azuil-celeste e o encanto foi instanteneamente feito. Eu o libertaria de seu castigo. Abriria seu coração e extraíria o que lhe fazia sofrer. Eu caí. Sangue jorrava de minha pele, lábios e olhos? Não, o sangue tinha gosto de ferrugem e o que saía de meus olhos era salgado. Lágrimas, então eu lacrimejava. Pela dor, talvez? Meu corpo doía. Sentimentos que eu nunca tivera até então. Ele me olhava assustado. O que acabara de acontecer? Um anjo que caíra do céu? Não, uma pessoa que se apaixonou e resolveu com amor lhe curar.
- Quem é você? - perguntou-me com olhos arregalados, assustado como presa fácil perante o caçador.
- Eu caí.
Ele riu de minha voz surpresa pela constantação feita. Eu caí.
- Sim, isso eu vi.
- E agora cabe a você me segurar.
posted by mente inconstante at 07:44

2 Comments:

Este comentário foi removido pelo autor.

5 de novembro de 2011 18:09  

Como eh que uma pessoa escreve tão lindo assim, heim?!
Vc eh maravilhosa naquilo que faz.

Abraços e vai preparando a mochila. ^^

5 de novembro de 2011 18:13  

Postar um comentário

<< Home