Apenas por pessoas de alma já formada

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

João

Você me emprestou seu pé-de-feijão. Ofereceu-me um esconderijo longe do pesadelo que estava sendo meus dias e eu nunca agradeci o suficiente por isso. Seu pé-de-feijão era tão espaçoso! Pena não ter me abrigado por mais tempo. O encanto foi pequeno, não é, João? Preciso começar a plantar meus próprios pés. Não importa o quanto me custará regá-los. No final, valerão.
posted by mente inconstante at 23:59

1 Comments:

rs realmente no final valerão a pena.

25 de agosto de 2011 13:16  

Postar um comentário

<< Home