Apenas por pessoas de alma já formada

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Doesn't really matter

Ele foi o primeiro a me tranquilizar. Não me disse: "vai ficar tudo bem, não fica assim, não", da boca para fora como tantos falaram. Na verdade, ele não disse nada. Apenas me abraçou que era tudo o que eu precisava naquele momento. Antes pegou o carro e me assegurou, quando lhe liguei desesperada: "estou aí em meia hora.". Em vinte e oito minutos, que pareceram uma vida e meia, e lá estava ele, na porta de minha casa. Meu rosto sorriu, mesmo com o coração chorando dentro do peito. Não precisei pedir. O abraço foi instântaneo e a dor foi desinchando automaticamente.
Um silêncio e um gesto, às vezes, falam mais alto que palavras, que para a dor não tem o menor sentido, já que continua pulsando por aqui. Não importa o que digam.
posted by mente inconstante at 08:03

2 Comments:

O corpo também fala. Em momentos difíceis é melhor nem dizer algo, nem sempre acertamos as palavras.

24 de julho de 2011 19:29  

Adorei o post!
Estou de volta com meu blog caso queira dar uma passadinha por lá! http://kindereggsandbooks.blogspot.com/

bjs

24 de julho de 2011 19:54  

Postar um comentário

<< Home