Apenas por pessoas de alma já formada

domingo, 5 de junho de 2011

Lembra?

Foi em uma segunda-feira que nossa história retomou. Foi em um fatídico sábado que ela nem sequer terminou. Menos de uma semana e o destino tratou de interromper nossa romance novamente, mas dessa vez para sempre. Queria poder dizer: lembro como se fosse ontem. Não lembro e dói mais ainda admitir isso. Começou como brincadeira, isso eu lembro, lembro até hoje de um texto que eu introduzi exatamente assim: começou como brincadeira, evoluiu e se tornou coisa séria, já não nos vemos mais como apenas amigos. Alguém aqui lembra? Era sobre você que eu falava, meu amigo. Foi você que me inspirou nesses últimos sete meses a escrever textos repletos de sentimentos verdadeiros. Foi você que instigou em mim a Vanessa ousada que até então eu não conhecia. Você sempre encarou como brincadeira minhas investidas mal-sucedidas para te conquistar. No início eram, mas com o tempo você me cativou. E teria como qualquer um de nós não ser cativado pela pessoa maravilhosa que você era? Nunca, nunca falava mal de ninguém. Lembra, amigo?, o quanto eu tentava plantar a sementinha do mal em você, dizendo que você tinha que aprender a dizer “não”? “Henry, você nunca fala mal de ninguém!”, eu brigava, como se essa sua qualidade única fosse um defeito. Você não tinha defeitos. Não tive tempo de descobri-los em você. Os melhores momentos que tive nesse ano que passou foram quando você esteve ao meu lado. E você nunca mais lerá minhas palavras. Sim, eu desconfiava. Desconfiava que você vinha aqui escondido, por isso sempre me adivinhava. Você me lia e eu te escrevia. Agora só posso te descrever. Um anjo que cruzou meu caminho, rápido demais, embora o suficiente para deixar uma saudade que nunca cessará. Sempre me fará companhia. Hoje fazem três meses sem você aqui. Parece uma vida.
posted by mente inconstante at 05:06

2 Comments:

Que texto lindo, nossa. *-*

10 de junho de 2011 08:29  

E como lembro, Vanessa...

"Um anjo que cruzou meu caminho, rápido demais, embora o suficiente para deixar uma saudade que nunca cessará. Sempre me fará companhia. Hoje fazem três meses sem você aqui. Parece uma vida."
Ele estará sempre com vc, pq ele mora do lado de dentro. Dentro do teu coração. Lugar onde nada vai embora.

Meu abraço, Vanessa.

10 de junho de 2011 13:20  

Postar um comentário

<< Home