Apenas por pessoas de alma já formada

terça-feira, 10 de maio de 2011

Na dele

Ela não fuma mais, nem pinta os olhos de preto ou as unhas de vermelho. Ela já não é mais a mesma. E enquanto desço as escadas do apartamento dela, eu me pergunto: por que diabos não consigo continuar ao seu lado? Só porque mudou para melhor? E sendo melhor para ela não é melhor para mim também? Tateio os bolsos à procura dos cigarros para acalmar os nervos já em frangalhos. Não encontro o isqueiro. Ouço passos apressados atrás de mim. Joga em minha direção uma caixa leve de fósforos. Diz-me com uma voz sem fôlego: "você esqueceu". Esqueci realmente. O quanto ela fica linda com os cabelos soltos desse jeito. Já não sei por que desço as escadas quando tudo que eu queria era isso: mergulhar nos olhos dela e me afogar, sem pretensões de voltar.



(continua)
posted by mente inconstante at 14:56

3 Comments:

E com continuação sempre é uma tortura, mas é uma boa!
Bjinho

10 de maio de 2011 22:19  

Sem querer parecer pretensiosa, me senti a protagonista da história. HAHA

Beijos, continue...

11 de maio de 2011 08:59  

Esses homens, tão confusos e inseguros, nunca sabem o que realmente desejam! rs... Lindo este! Aguardo ansiosa pela continuação! Beijos Vanessa!

11 de maio de 2011 10:28  

Postar um comentário

<< Home