Apenas por pessoas de alma já formada

domingo, 3 de abril de 2011

Água doce

Eu queria mergulhar na tua presença. Eu que lutei tanto para não me afogar nela, agora quero voltar a nadar nos teus limites. Naqueles limites que nunca ousamos atravessar, lembra? Você não sabia nadar. Ou não queria. O que você não entendia é que era eu quem nadaria por nós dois. Eu só queria tua permissão para arrastar-te por aí e te mostrar as belezas do mundo que você andava perdendo por estar com os olhos vendados. Agora já é tarde. O mar secou e tudo que me restou foi o gosto salgado das tuas águas. Talvez o gosto seja apenas de minhas lágrimas. Quando estávamos juntos o teu oceano era composto de água doce. Por isso me viciei tanto.
posted by mente inconstante at 17:36

4 Comments:

Vc é tão intensa!

"Você não sabia nadar. Ou não queria. O que você não entendia é que era eu quem nadaria por nós dois."
ISSO ME FEZ LEMBRAR A MIM MESMA.

Eu estou indo, Vanessa. E vc? Como está?
Teu endereço de email é o mesmo do msn? Posso te escrever...

Bjus, minha Estrela.

4 de abril de 2011 17:48  

Faço minha as tuas palavras...
Me viciei em algo que só me trouxe dor...
Intenso, lindo!!!
Amei!!!

Bjs

5 de abril de 2011 22:21  

Ahhhh Meudeus que lindo amei, amei. "Eu queria mergulhar na tua presença. Eu que lutei tanto para não me afogar nela, agora quero voltar a nadar nos teus limites." A gente sempre lutando contra o inevítavel.

6 de abril de 2011 19:04  

Que texto lindo! Eu também já fui viciada num amor assim, acho que poderíamos ter um A.A. (Apaixonadas Anônimas)!!!

Beijos.

16 de abril de 2011 22:32  

Postar um comentário

<< Home