Apenas por pessoas de alma já formada

terça-feira, 19 de abril de 2011

(não) Sou

Sou noite sem luar. Guio-me pelo instinto primitivo de fazer tudo de acordo com os sentimentos ocos que já não batem em mim. Tateio caminhos novos com pés calejados. Deixo um rastro de sangue que não vejo, já que não enxergo coisa alguma. O escuro é infinito e eu sou escuridão. Sinto cheiro de sal. O mar está próximo e sei que só vou ter certeza quando me afogar. As ondas são fortes e não me atrevo a combatê-las. Se esse for o meu destino, entregar-me-ei sem reagir. Já caminhei muito para ousar ir mais longe. Já não há fôlego para


fugir.
posted by mente inconstante at 10:42

4 Comments:

Há uma linha que temos que atravessar,mas chega um momento que não temos mais como seguir,ficamos no caminho simplesmente aceitando o destino.

Hoje o blog faz 2 anos e tudo começou com o texto do Mickey,acho que isso faria você sorrir. Obrigada mais uma vez por escrever aquele texto (;
Beijos

19 de abril de 2011 11:46  

E eu [não]sou cada uma dessas linhas desenhadas por ti! Vc escreve por mim. PARABÉNS pelo texto. Por todos, desde o último q eu comentei! =)


P.S.: Eu tow afogada, mas consegui ver um peixe lindo. Te escrevo! ;*

20 de abril de 2011 12:27  

Ah...
Saudades daqui...
Te ler sempre me faz pensar em tantas coisas...
Lindo como sempre!!!

Bjs

22 de abril de 2011 16:39  

Perfeito "Tateio caminhos novos com pés calejados" *-*

Beijos

24 de abril de 2011 19:17  

Postar um comentário

<< Home