Apenas por pessoas de alma já formada

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Contrato

Sei que esse barco está mais para canoa e que, caso eu lhe largue em alto-mar, você não saberá em que direção ir; não porque você não é capaz, mas por puro medo já que você nunca soube nadar. Também sei que já ameacei abandonar o projeto várias vezes, mas olhe para mim. Eu já estou dentro do barco. Vê? Você só precisa alcançar a mão que estendo em sua direção. E por mais assustador que seja, a verdade é uma só, minha pequena: ainda que eu saiba nadar, quando eu cair em alto-mar sem você ao lado eu jamais irei longe. Você é meus braços e minhas pernas, pequena, como é que eu posso nadar sem braços e pernas? E mesmo que eu flutue, será de certo por já estar morto, já que o meu coração não estará mais batendo dentro de mim. Ele estará com você, meu amor. Ele sempre esteve nas suas mãos, desde o primeiro dia em que nos vimos. E o que eu lhe prometo aqui nessas letras de quem nunca fez caligrafia é que eu não vou abandonar esse barco, nem que ele fure (a gente reforma), porque é você a mulher que eu quero ter ao meu lado até nossos filhos já estarem crescidos. E quando eu estiver de bengala, é o seu rosto cheio de rugas que eu vou querer beijar, porque tudo que eu desejo é justamente isso: envelhecer ao seu lado, ouvindo essa sua risada que sempre acalma meu coração. Isso eu prometo.
posted by mente inconstante at 06:40

3 Comments:

Que lindinho :)

24 de maio de 2011 14:21  

que querida, obrigada

24 de maio de 2011 15:33  

Doce de lindo.

18 de junho de 2011 19:31  

Postar um comentário

<< Home