Apenas por pessoas de alma já formada

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Parte V

Nada mudou. O cenário talvez, porque não estou mais no colégio. Estou agora em casa. O relógio também andou, mas ainda estou fazendo o que há dez horas estava a fazer. Ainda estou encarando o número e meu covarde dedão. Já é muito tarde. Não irei ligar agora. Ele já deve estar dormindo. Afinal, ele (assim como eu) acorda muito cedo. Eu também já deveria estar dormindo, mas a ansiedade me impede. Essa seria a atitude mais sensata a tomar. Dormir e esperar vê-lo de manhã para confirmar seu interesse em mim ou desiludir-me com meus temores. Se ele olhasse para mim, isso seria o bastante para saber se aquele número é ou não dele. Mas e se ele não estivesse na parada amanhã? Afinal, eu nunca havia o visto ali antes. Correria o risco. E me arrumaria mais do que hoje também. Ele podia não aparecer, mas se aparecesse eu tinha que estar mais bonita do que nesta manhã. Uma maquiagem leve, uma blusa menos básica, o tênis infelizmente eu não consigo deixar de usar. Mas os cabelos DEFINITIVAMENTE soltos. Então, está decidido. Largo o celular e me preparo para dormir. Como se eu fosse conseguir...
(continua)
posted by mente inconstante at 18:14

3 Comments:

anciosa para a sétima parte

11 de maio de 2009 18:53  

também, tô sofrendo aqui ''junto com você'' pra conseguir saber o que vai acontecer kkkkk'
PS: eu também não consigo deixar de usar meu velho tênis ;D

11 de maio de 2009 19:01  

Eita, fiquei sem entrar e perdi uma parte. Mas agora já li tudo e botei em dia. *-*
Continua!

11 de maio de 2009 20:24  

Postar um comentário

<< Home