Apenas por pessoas de alma já formada

sábado, 2 de março de 2013

Surto momentâneo

Não sei o que escrever. Quero, mas não me vêm palavras. Vem-me apenas a sensação de inutilidade nas veias. Sem inspiração. Sem a única coisa que me faz verdadeiramente feliz. Não, eu não escrevo por obrigação. Mas às vezes, sinto-me obrigada a dar voz a esse meu interior inconsciente que insiste em latejar, como se de dor vivesse por não ter boca para falar.
.
Esse é o problema em escrever. Não é fácil. Não se senta em frente ao computador e decide-se escrever. O escrever é que determina quando quer acontecer. E isto não é o que mais me incomoda. O que mais me inquieta é essa agitação dentro de mim. É o escrever querendo acontecer, mas sem força o bastante para isso. Não consigo ler, pensar, agir. Preciso, sim, externar através de palavras tudo que me aflinge, mas como posso fazê-lo se nada à minha mente vem? Sinto uma inquietação que mesmo agora sem nada dizer começa lentamente a ceder, satisfeita pelas, ainda que poucas, palavras escritas. Porque é assim que as palavras funcionam para mim. Deixam-me de certa forma mais calma. Tiram um pouco o peso dos meus sentimentos que são sempre intensos, amor, imensos. Como te falar que te quero para todo sempre? Não, não falo. Tenho medo do teu susto, porque sei que, de certo, o teria. Assim escrevo. Porque as palavras não se assustam. Me ajudam. Calmantes que sedam meus sentimentos como se nunca tivessem pertencido de fato a mim.
.
Adoro escrever! Adoro, porque sinto um talento em mim, quando escrevo, que não sinto em qualquer outra coisa que faço. Fico estupefata quando escrevo. É uma admiração por mim mesma. Não acredito que aquilo tenha brotado da minha mente. Daí a admiração. Daí a felicidade, porque parece ser apenas nas palavras que encontro a realização que tanto procuro em minha vida.

Marcadores:

posted by mente inconstante at 10:02

11 Comments:

Sim você tem um talento muito grande em escrever,você escreve com transparencia,ou melhor com sinceridade...São poucos que conseguem isso.

12 de julho de 2009 11:06  

Mas que lindo...

=O

Tem aí frases tão bonitas!

Adorei! =')

12 de julho de 2009 11:13  

poxa, ficou muuuuuito lindo esse seu texto, e muito me espantaria se ele nao ficasse entre os primeiros do Bee Writer *-*

12 de julho de 2009 15:22  

perfeito (:

12 de julho de 2009 19:09  

Adorei! Eu também amo escrever. É a minha terapia :)
beijão

12 de julho de 2009 21:19  

Adorei o texto, eu particularmente não conseguiria viver sem as palavras, não conseguiria botar para fora tudo o que sinto! =D



Beeijos!

12 de julho de 2009 21:31  

Pareceu meu esse texto, me senti nele! ficou muitooo bom!

13 de julho de 2009 00:02  

Nossa, eu me sinto da mesma maneira quando estou escrevedo... Dar vazão ao seu sentimento... se libertar....

13 de julho de 2009 13:15  

é horrivel essa sensação de conseguir organizar as palavras pra escrever ,de sentir essa lotação de palavras,mas não conseguir acerta-las..

vc escreve bem.. =]

13 de julho de 2009 14:13  

Lindo, muuuuuito lindo!

"Esse é o problema em escrever. Não é fácil. Não se senta em frente ao computador e decide-se escrever. O escrever é que determina quando quer acontecer."

14 de julho de 2009 08:42  

escrever é uma das minhas agonias. E como eu amo essa agonia...

18 de julho de 2009 14:53  

Postar um comentário

<< Home