Apenas por pessoas de alma já formada

domingo, 7 de outubro de 2012

Amor da minha vida

Minha respiração acelera. Meus olhos se enchem de lágrimas. O vazio dentro de mim lateja e eu já não consigo mais dormir. Eu viro de um lado para o outro e apenas uma solução me vem à cabeça: você. Você que eu ainda nem conheço, mas que sei que existe. Sei que anda por aí tão sozinho quanto eu. Que também perde o sono tentando expulsar do pensamento a vontade que lateja dentro da gente. A vontade de amar e ser amado. A vontade de pertencer à alguém e saber que apenas o nosso amor será a solução. A solução de toda essa tristeza e desse buraco que parece que nunca será preenchido.
.- Você tá com uma cara abatida. – ele me disse. – O que aconteceu? – ele me perguntou.
- É que eu sinto tua falta. – eu, triste, respondi.
- Mas você nem me conhece. – ele não entendeu.
.
- Não ainda. Mas eu sei que você está por aí em algum lugar.
- Como você pode ter tanta certeza? – ele ainda não acreditava na minha aparente convicção.
.
- Eu não tenho, mas eu preciso acreditar que você existe e que um dia vai me fazer a mulher mais feliz desse mundo. Caso contrário, fica difícil. Viver em um mundo sem esperanças não é viver para mim.
.
- Você precisa de mim. – ele afirmou, não era uma pergunta, mas eu, mesmo assim, respondi – Sim, preciso.
.
- Esse teu rostinho abatido acaba comigo. – ele falou olhando no fundo dos meus tristes olhos.
.
- Então, aparece e me faz feliz. Viver nessa eterna procura não me faz nada bem.
.
- Eu prometo que vou aparecer. – ele parecia sincero.- E eu prometo que vou esperar. – eu precisava acreditar.
.
posted by mente inconstante at 19:47

13 Comments:

Own, que coisa mais cute <3

Adorei isto "Você que eu ainda nem conheço, mas que sei que existe."

20 de setembro de 2009 21:01  

Ah, meu Deus.
Que coisa mais linda!

Beijo.

20 de setembro de 2009 22:17  

tem vezes que a gente simplesmente tem que acreditar ;x

21 de setembro de 2009 08:00  

Sou fãs destes teus diálogos poéticos..

Beijos!

21 de setembro de 2009 09:20  

Que lindo, Vanessa. Adorei!
beijos

21 de setembro de 2009 12:59  

Aiiiin que lindoo!!!!

Ameiiii!

Beijos

21 de setembro de 2009 16:25  

que liindo cara *-*' Queria fazer uma poesia inspirada nesse texto, permite-me? RS
Você escreve tão bem, slá *-*
beijos, saudades

21 de setembro de 2009 18:59  

Lindo!

O pior é espear...

Beijujubas

22 de setembro de 2009 14:57  

Desculpa, digitei errado, não é espear, é esperar!

22 de setembro de 2009 14:58  

Adoreiiiiiiiii!

E você também escreve muito bem, sabia??

=*

22 de setembro de 2009 18:03  

É...A longa espera...Todos nós passamos anos e anos por ela...E quando menos esperamos, puft! Acontece.
Linda postagem.
bjokas

23 de setembro de 2009 17:46  

nossa que postagem mais perfeita *-*
as vezes você encontra coisas que resumem o que você sente...
de cerrta forma o seu post me deu uma nova esperança, uma certa PAZ!
amei .-.

25 de setembro de 2009 15:36  

"é só você que tem a cura pro meu vício de insistir nessa saudade que eu sinto de tudo que eu ainda não vi...", engraçado, fiz um texto parecido outro dia.. beijocas ;)

16 de outubro de 2009 10:28  

Postar um comentário

<< Home