Apenas por pessoas de alma já formada

terça-feira, 26 de março de 2013

Sobre o dia de ontem

Beijei seus lábios hoje, enquanto o semáforo não amadurecia. Vermelho é a cor da paixão, dizem, então da boca, parti para seu pescoço, mordiscando a pontinha da orelha. Sussurrei você-me-deixa-insana, invadindo imediatamente seus cabelos. No entanto, uma horda de buzinas invadiu a audição. O sinal esverdeou e motoristas de carros apressados atrapalharam nosso devaneio.

Antes de atender as pessoas no trabalho, tu bagunçaste meus cabelos, sussurraste na orelha você-também-me-enlouquece. O dever me chama. Paraste, então, por ora.

No chuveiro, quando voltei à casa, rodopiei ao seu lado ao som do fim do mundo. Narizes ponta-a-ponta. Sorrisos de orelha-a-orelha.

Entre lençóis, houve boa noite. “Eu te amo” dissemos juntos e eu pude jurar que mesmo há quilômetros de distância estivemos juntos em cada hora que compôs o dia de hoje. Não passou de ilusões.
posted by mente inconstante at 09:01

1 Comments:

Quando terminei de ler esse texto incrível, eu disse: "Meu Deus", e senti um arrepio.

Não tenho muito o que dizer. Vivi essa ilusão nos piores dias que já tive.

Beijo.

29 de fevereiro de 2012 20:00  

Postar um comentário

<< Home