Apenas por pessoas de alma já formada

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Medusa

Ah, não diga isso. Confidencia-me ao invés que vai sentir minha falta nos dias em que ficarei fora. Há o brilho no olhar quando me vê. Se não for verdade, não destrua minha presunção assim. Pelo contrário, alimente essa minha ilusão de que eu realmente significo muito para ti. Dê-me sua mão. Retribua minhas carícias. Deixa que eu encoste meu rosto no teu ombro só para ficar um pouquinho mais feliz com esse pouco que é tudo o que eu posso ter no momento. Você desvia os olhos dos meus. Tem medo de meus olhos de medusa? Prometo que não transformarei esse teu lindo corpo em pedra. O que eu poderia fazer com o seu corpo em paralisia eterna? Quero-o em movimento. Em sincronia perfeita com o meu.
posted by mente inconstante at 15:08

3 Comments:

Estou sem palavras...
Amei!!!

Bjs

20 de dezembro de 2010 22:26  

Quando amamos, toda e qualquer pequena parte, pequena alegria e pequenos momentos são muito... Muito importantes!

21 de dezembro de 2010 03:50  

ah é amor..."Quero-o em movimento. Em sincronia perfeita com o meu" sem palavras como a Rebeca,realmente sem palavras...
Lindo demais.Você sempre inspirada ê Vanessa!rs
Bjo

21 de dezembro de 2010 09:53  

Postar um comentário

<< Home