Apenas por pessoas de alma já formada

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Sol, lua, estrelas de meu Universo,

É sempre bom ouvir elogios de pessoas que mal me conhecem, mas já me admiram. Nunca é agradável ouvir um "não" de quem você quer bem. Estou em um dia péssimo, porque perdi um bem valioso de uma amiga e recebi um fora de quem já habitava meus sonhos diários. Mas como foi bom vir aqui e ler comentários genuínos de vocês, pessoas queridas, que visitam constantemente minha mente inconstante, alegrando meu triste dia.
É uma Camila e uma Melina que ficam emocionadas com minha homenagem, uma Nanda que diz ser minha fã (como estou lisonjeada! Meu muito obrigada por tamanho elogio, Nanda!), uma Cecília que me chama de Sol, uma Vivian e uma Alee que amam meu post, uma Carola que me deixa saudades ao falar das suas e uma Sol que pela segunda vez me emociona com a sua emoção. Seus raios solares deveriam ter uma página só sua, menina. Como suas palavras são escritas bem! Desculpe se demorei para responder seu comentário. É que não achei justo responder com um simples reply. A homenagem foi curta, mas saiba que verdadeira. E ao contrário do que diz, flor, acho sim que você tem destreza com as palavras. Desculpe novamente se provoquei sua dor. E, sim, esta Sol aqui é você. E sua brisa me foi um agradável vento hoje. Vento forte em dia de calor.
Estou me expondo nessa segunda-feira. Sou eu mesma que dou as caras por aqui hoje, dispensando máscaras ou palavras bonitas, porque estou sofrendo em silêncio esta noite e preciso externar de alguma forma tanto sofrimento. Quero chorar, mas as lágrimas não vem. O choro entalou na garganta. Não quer sair. E o pior é esse sentimento incômodo chamado solidão que anda lado a lado comigo. Desabafo. Continuo na merda e só me afogo mais nela. Desculpe os modos. Quando me arrepender desse post, eu o apago. Vanessa hoje é um abismo. Queria ser outra. Queria fugir. Pedido de SOS enviado. Mas o resgate sempre custa a vir.
posted by mente inconstante at 23:59

4 Comments:

Vanessa, sua tristeza é a minha tbm de alguma forma e espero que amanhã seja um dia melhor.
Ahh e sobre o início de seu post, realmente... é estranho admirarmos alguém do qual, nem ao menos conhecemos, mas vc vale toda a estranheza hihihi
Bjos

9 de novembro de 2010 21:27  

Sabe,concordo com a Melina sua tristeza é minha também de alguma forma.E essas palavras não só palavras Vanessa,são da alma.
Hoje você se sente um abismo e quem nunca pediu o socorro que jamais veio?!Enfim são coisas que acaba com a gente e como agir depois disso tudo?não achamos um ponto positivo nisso, pelejamos a buscar uma resposta e nada encontramos,mas a unica certeza que achamos é que se a felicidade passa a tristeza também passará,mesmo que hoje dói muito.
Saiba que mesmo que você esteja na merda e só afogue nela mais e mais eu tô aqui,não só pra ler mas também para torcer que um dia você esteja muito bem.Como diz uma poetisa que conhecemos muito bem(vivi)"De pensamento e sentimento"sim eu estou contigo sempre.
Beijão nessa.

11 de novembro de 2010 10:14  

Já li, reli, li de novo este post. Como tuas palavras me fazem bem mesmo saindo em momentos q vc não se encontra bem. Q este inverno jah tenha passado... te desejo primavera, Flor.
Tô sempre aqui.

Meu abraço!

20 de novembro de 2010 00:11  

Tenho certeza que tens muitas fãs por aí! Lisongeada fico eu com meu nome em um post seu! Não sabe como me faz bem ler um simples texto seu! Me encanta! Como suas palavras revelam o que sinto! Me identifico muito...
Espero sinceramente que esses dias tristes para você se acabem logo. Como uma seguidora e fã fiel não gosto de ver meu ''idolo'' em dias assim! Tudo se resolve, logo vai passar! Te desejo dias melhores! Força! Qualquer coisa, esteja certa que estarei aqui, mesmo ''virtualmente''.
Grande beijo!

25 de novembro de 2010 11:52  

Postar um comentário

<< Home