Apenas por pessoas de alma já formada

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Insônia

Estávamos os dois sem sono, zapeando os canais na TV. Talvez ele estivesse, sim, com sono, me enganando com esse papo de "dormir é para fracos". Talvez, eu também estivesse ligeiramente lutando para meus olhos não fecharem. Mas, a nível de informação, estávamos os dois sem sono, empolgados pela possibilidade de um talvez.
.
- Talvez, ele não queira dormir, porque assim como eu quer aproveitar esse momento ímpar que é estarmos finalmente sozinhos.
- Talvez, ela também esteja afim e eis a oportunidade que sempre esperei.
.
Vagarosamente nos aproximamos. Era tudo muito incerto. Exigia muita cautela.
.
- Será que encosto minha cabeça em seu ombro?
Não mais pensei.
- Será que ela está fazendo isso apenas como amiga?
Ele ao meu lado endureceu.
- Ai, que vontade de afagar seu braço!
Eu, mais uma vez, não muito pensei. Ele deu uma relaxada.
.
- Ah, que perigo isso! Será que ela não percebe que assim só fica mais fácil fazer o que eu já muito quero? Não pode pior do que isso ficar.
Pois ficou. Minhas mãos inconscientemente passaram por sua nuca. Meus dedos acariciaram seus cabelos e, depois, apaguei. Aparentemente eu estava com mais sono do que pensava. Ele, então, percebendo que eu não estava mais consciente, levemente pressionou seus lábios contra os meus. Eu rapidamente meus olhos abri. Ele não percebeu e ao contrário de mim estava com os olhos fechados.
.
- Que lindo aquilo!
.
Não era sua intenção me acordar, mas agora acordada me entreguei e deixei por seus lábios me levar. Um choque elétrico passou por minha coluna e minha barriga de repente estava sem ar. Um bolo de nervosismo e alegria parecia não conseguir ser digerido dentro de mim. E ele percebeu minha reação. Abriu os olhos e notou a linguagem corporal por mim transmitida.
.
- Ela está consciente de meus lábios nos dela. Se não me empurrou ou um tapa me deu, significa uma só coisa: sinal livre.
.
Ele, agora sem peso na consciência algum, segurou meu rosto com suas mãos, afagando as maçãs de minha face. Agora nós estávamos respirando o mesmo ar. O hálito dele estava em meus pulmões e meu hálito estava nos dele. Ele passou suas mãos por minha nuca, aproximando-nos ainda mais.
.
- Que beijo!
- Que garota!
.
Notei depois de alguns minutos que suas mãos agora estavam em minha cintura. Como elas foram parar ali, eu não sei, e com o desejo que ardia tanto nele quanto em mim certamente não era o momento certo para sozinhos estarmos.
.
- Que chegue alguém! Que chegue alguém!
.
Ouvimos passos se dirigindo à sala. Meu Deus, que eficiente! Lembre-me depois de pedir para ganhar na megasena. Com um salto vamos um para cada lado do sofá. Ele me olha de um jeito tão fofo.
.
- Como ela é linda!
.
Eu retribuo o olhar.
.
- Como ele beija bem! Ai, desaparece pessoa que está a vir. Quero estar perto dele de novo. Como os centímetros que nos separam parecem metros e mais metros dele distante
.
- Vocês ainda estão acordados??? - o alguém pergunta.
- É... a... gente tá sem sono.
.
Agora era realmente verdade. Nenhum de nós dois estava mais com sono...
:)

Marcadores:

posted by mente inconstante at 20:03

15 Comments:

Obrigada por ter gostado do meu texto. E você continua escrevendo esplendorosamente,hein?

Tem selinho no meu blog pra vc. Saiba que ele lhe é indicado com muito carinho.

Beijujubas

25 de agosto de 2009 21:13  

Aiii q lindoo!!!

25 de agosto de 2009 21:28  

nossa que lindo!Parece ser tirado de um livro...o sono ainda era desejado até que algo os manteve acordados.
adorei,beeijos

25 de agosto de 2009 21:41  

Perfeito!

25 de agosto de 2009 21:41  

QUEEEE FOOOOOFOOO!
Fiquei sorrindo boba aqui enquanto lia! *-*

26 de agosto de 2009 04:11  

Deveria ter lido essa ´´biblia´´ontem hein Nessa?pow ficou muito perfeito.
A carola ficou sorrindo boba e eu também.
Bjo,oh não esquece da proposta

26 de agosto de 2009 07:36  

Eu também adoreiiii!
Será que dai surge um amor?
beijão

26 de agosto de 2009 11:30  

>> Sou mais uma das q ficaram sorrindo feito bobas... Adimitamos meninas, somos mais piegas q nossas avós! :D

26 de agosto de 2009 12:03  

Ei, "menina boba" rsrs
Obrigado pela visita. Moro na capital sim, Belo Horizonte. Quando vier, venha me visitar rs. Minha casa não é um DIÁRIO DO MEDO rsrs
bjo

26 de agosto de 2009 12:55  

puutz! adorei!! detalhe q esse post descreve perfeitamente bem o q aconteceu comigo no primeiro dia do ano... muiito lindo! escreves bem! continue assim!!

26 de agosto de 2009 15:02  

Caciiiiiilda, que coisa mais fofa! *-*
Adorei ler, Vanessa.

Ai, a paixão...♥

26 de agosto de 2009 21:59  

Caramba! Como prendes a atenção a cada frase!
Singelo raro dom!

Muito bom!!

27 de agosto de 2009 07:49  

Singelo raro dom! (2)

13 de outubro de 2009 08:28  

Menina issu foi incrivel! Rs
muito lindo, acho q é o sonho de toda garota um momento desses
beijos

11 de novembro de 2009 13:01  

Ah.. me identifico tanto com seus posts. Você descreve com tantos detalhes que fico imaginando a cena.. Quase ocorreu comigo isso.. *-*
Singelo raro dom! (3)
Parabéns.. Escreve muito bem!

14 de julho de 2010 16:50  

Postar um comentário

<< Home