Apenas por pessoas de alma já formada

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Revolta

Nós brigamos pela milésima vez, dissemos “não, dessa vez é definitivo” pela centésima e você me viu chorar de um modo “internem essa menina em um hospício” pela décima nona. Mas dessa vez a briga foi diferente. O término foi realmente definitivo e o choro ao perceber isso foi desesperador. Eu vi que não era o nosso namoro acabando ali e, sim, o nosso amor. O amor que eu estava tão acostumada a ter batendo em meu peito, estando ou não a namorar você. O que fazer com o vazio que lateja aqui dentro? Culpo isso à sociedade. Sim, mais ainda aos contos de fada que nos iludem, criando a fantasia de que o amor, ah, o amor dura para sempre! E se dura mesmo por que desapareceu de dentro de meu coração?
.
posted by mente inconstante at 17:04

9 Comments:

Quando acaba o amor o que fazer?simplesmente esperar o tempo passar,esperar que as coisas volte ao lugar certo(se voltar)porém nada é por acaso,e se hoje esta ruim amanhã estara pior(bricadeira rsrsrs)mas um dia tudo volta p/ seu lugar.
:*

3 de junho de 2009 17:26  

Talvez o amor nunca acabe, talvez ele passe. Mas mas um dia tudo volta p/ seu lugar[2]. Se não voltar a gente dá um jeitinho RS
:*

3 de junho de 2009 17:54  

Ai, como essa dor deve ser horrível, e eu torço para que a sua acabe o mais rápido possível!

3 de junho de 2009 20:47  

ótimos textos! Realmente, a vida não é como os contos de fadas, o amor não é eterno e feliz como o da cinderela.Essas coisas são apenas ilusões, pra fazer com que seres como nós, acreditem mesmo que por um segundo que tudo é eterno...merda!
me visite se quiser
;*

3 de junho de 2009 21:37  

Talvez esse não seja o amor eterno que deva permanecer em seu coração. beijos

4 de junho de 2009 00:01  

Mil caminhos
Esta viagem sem velas nem vento
Este barco na bolina das ondas
Esta chuva miúda transborda sentimento

Amarras prendem o gesto
Arrocham um coração que bate incerto
Uma gaivota retoca as penas com espuma
Levanta voo em rumo concreto

Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


Mágico beijo

4 de junho de 2009 05:25  

talvez o que realmente te completa ainda está por vir. decepções amorosas são duras de suportar ):

4 de junho de 2009 12:37  

que template lindo!

Estou imaginando o vazio que vc está descrevendo. Deve ser algo realmente complicado.

4 de junho de 2009 14:18  

TALVEZ NUM ERA AMR, tou lendo seu blog todo e *-*

21 de janeiro de 2010 15:58  

Postar um comentário

<< Home