Apenas por pessoas de alma já formada

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Segredo

Não te amedronta a possibilidade de nunca mais tocar minha pele? Não te incomoda a ausência de noticias minhas? Imagino se sua atenção seria tamanha caso meu nome não tivesse sido citado durante o discurso. Não sei como consegues, mas diz-me: ficamos semanas separados e contenta-se com uma hora apenas? Estou embriagada nas saudades suas. Vejo-te em cada palavra de amor alheia. É como se eu nos lesse, no silencio do que nunca dizemos. Deitamos lado a lado mas algo parece errado. O amor está deslocado ou bate sozinho em meu peito? O que há dentro do teu continua um segredo.
posted by mente inconstante at 14:08

2 Comments:

Lindo, extremamente lindo.
:D

6 de abril de 2012 16:18  

incerteza de indiferença é a pior duvida e dor, eu sei... Lindo :)

7 de abril de 2012 10:58  

Postar um comentário

<< Home